Novidades

O Leão dentro do Saco – Daniel César

Ataque do leão, leão dentro do saco

 

Sonhei que estava na casa de uma tia que não via a muitos anos, lá de Minas Gerais. Estávamos na fazenda de minha tia, na sua casa bem bonita que ficava na parte debaixo de um morro. Dentro de um saco grosso e grande de plástico ela mantinha preso um leão. Um leão de verdade, com garras, seu pelo dourado, que de vez em quando emitia gemidos entristecidos e amaciados pelo tempo.

 

O leão urrava, e chorava, e seu gemido não era tão ameaçador quanto antigamente. Agora ele conversava de mansinho, sua voz era macia, lembrava a de um homem velho e ele falava: – Tire-me daqui eu não vou fazer mal a ninguém.

 

A minha tia falava com ele, deixava ele lá no quarto, e dizia para ninguém ir lá porque ela iria cuidar dele, enquanto tentava receber as visitas na sua cozinha. Ela era a única que conseguia tolerar a presença dele, mesmo com muito medo. Mas volta e meio o rugido estristecido, a incomodava. Talvez não só o rugido como também o seu cheiro. Ele a chamava, ele reclamava, que estava sendo preso, e estava sofrendo e que ali não era realmente o lugar para ele.

 

Quero que lembrem de minha tia, como uma mãe dedicada, atenciosa, cortes, inteligente, uma pessoa boa, linda. Minha tia é um exemplo de pessoa, uma mulher maravilhosa, exemplo de vida, ela e seu esposo formam um lindo casal. Na casa dela na verdade só tem gatos, e cachorros, nunca houve nenhum leão.

 

No meu sonho, o sofrimento era persistente, a angustia parece que não terminava, era o caos, por muito tempo aquele leão se debatia, e suava, por causa do calor que ali fazia. Aquele leão suado dentro do saco, como que esmorecendo, e por mais que se tentasse explicar como eram as coisas, e se conversasse com ele e explicasse porque ele não poderia sair dali, ele não compreendia, apenas gastando o tempo, esforço e trabalho de todos. E pelejava dizendo: -Eu já aprendi a lição, não vou fazer mal a ninguém me tirem daqui.

 

Até que alguém teve a sugestão, fazer três buracos naquele saco, para que o leão pudesse respirar, se sentir melhor. E assim foi feito. O leão agora respirava e se sentia melhor…

 

Mais tarde, a minha tia se desvencilhou do leão, e foi dar atenção as visitas que estavam na sala, afinal não podia ficar ali para sempre. Meu tio que era um senhor bem de idade, com seu tipico chapeu de mineiro, ficou ali sozinho cuidando do leão.

 

Mas o leão tem a sua natureza selvagem, talvez por descuido talvez pela fragilidade dos braços do meu tio, o leão conseguiu se desvencilhar. O sonho era real, os gemidos eram reais, o sofrimento era real, eu sentia o cheiro do leão, talvez como um cachorro suado, era desagradável ficar ali perto dele, era perigoso!!!

 

O leão voltava agora a sua natureza de outrora, guiado por seu instinto selvagem, como que desprovido de sentimentos e em meio a um ataque de fúria, ódio e fome, matou e devorou o meu tio, num trágico ataque enraivescido por sua natureza cruel. Depois de tanta dedicação, tanto tempo gasto com ele, ele desconsidera tudo que tanto tempo passaram ensinando para ele, a dedicação de todos e ataca como ferozmente uma das únicas pessoas que preocupava com ele.

 

Esta consumado, nossa história esta no fim. O leão já fora de si, matou quem cuidava dele.

 

Era só um sonho, mas porque aquele leão sofria tanto? Talvez uma revelação que meu tio iria morrer, talvez sim, talvez não. Mas a existência de um leão selvagem dentro de sua casa é preocupante.

 

Mas o que tudo aquilo poderia representar?

 

Algumas considerações:

 

1) Um drogado está numa prisão que lá de dentro olhando para fora não pode encontrar.

 

A droga nada mais é do que uma terrível prisão. Já dizia meu amigo Pastor Arnaldino da ONG RESGATE: Ninguém sai das drogas sozinho. É real, é triste, mas sem ajuda, não dá para sair mesmo. Não espere que seu filho vai conseguir largar as drogas sem a ajuda de ninguém. É muito difícil, é muito otimismo seu. Procure ajuda, procure uma clinica de tratamento!!! As drogas são parte de uma prisão tão complexa, que é muito difícil sair.

 

2) As drogas remetem a uma natureza animal e traiçoeira que não é do homem.

 

A droga é uma doença, danifica o cérebro, mata, destrói as famílias, deixa as pessoas fora de si. Atualmente milhares de famílias estão se perdendo, envoltas ao crack, maconha, cocaína e tantas outras drogas. Pessoas agem sem emoção, vão perdendo valores como família, gratidão, respeito, vão perdendo a sua humanidade.

 

3)  Existem várias mães que vivem e morrem lutando para seus filhos deixarem as drogas e não conseguem.

 

É algo muito triste e real, alguns usuários de drogas agridem, batem e matam os pais. É terrível, as pessoas tem de fazer alguma coisa, tem de reagir, e se comunicar. É necessário cuidar, prevenir, combater o uso das drogas, esclarecer, converse com seu filho.

 

4) Como pode entrar um mal tão grande na sua casa, e morar junto com você fazendo parte de sua vida?

 

Eu tenho um irmão que há muito tempo se perdeu no mundo das drogas, ele era lindo, era uma criança normal, alegre, contente, até que um dia, alguém o apresentou ao álcool, ao cigarro, e a maconha. Triste aquele dia que certamente mudou para sempre a sua vida.

 

5) A luta diária e constante para vencer as barreiras impostas pela vida.

 

É uma luta constante, diária, exaustiva, e você não pode desistir. Não deve desistir de seus irmãos, seu pai, sua mãe, por causa que usa droga, ou tem alguma enfermidade. A vida é uma luta, mas voce deve lutar, você deve ser guerreiro(a) e se preparar para as barreiras que lhe serão impostas pela vida.

 

6) Como as pessoas podem ser tão ingratas!!!

 

Ah se as pessoas soubessem retribuir… ah se os drogados pudessem saber ser gratos pela paciência das mães, dos pais, ah se pudessem agradecer, dez leprosos foram curados não é mesmo? porque apenas 1 voltou para agradecer? Apenas um!!! Apenas um soube agradecer…. Mas o que fazer, rejeitá-las? Não!!! Cristo mandou que amassessemos um ao outro com ele nos amou…

 

7) Dai-me forças, Senhor, para enfrentar o leão nosso de cada dia.

 

É meu irmão, minha irmã, sua cruz está ai para ser carregada. Seu leão que todo dia deve enfrentar, não desista, tenha esperança, pois Deus é o único Deus que trabalha para aquele que neles esperam!!!! E Deus também disse que não lhe daria uma cruz que não pudesse suportar.

 

8) Deus enviou o anjo, que livrou Daniel das garras do Leão.

 

Como o rei ficou feliz!!! Daniel estava ali livre, sorridente, dormiu a noite toda na frente dos leões. Mas DEUS enviou um anjo poderoso, que manteve suas bocas fechadas. Os leões não puderam atacar Daniel, e ele estava livre.

 

Minha sugestão, lute para enfrentar seus leões, ore um pouco mais, de joelhos, ore pelas madrugadas, jejua um pouco mais, quebranta um pouco mais o coração na frente de Deus!!!!

Tem alguém com problema de Drogas?

 

Autor: Daniel César

 

Obs: Fiquem a vontade para divulgar aonde quiserem, desde que mantendo o texto original.

Facebook Comentarios

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*